Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


"Não deve haver limites para o empenho humano. Por pior que a vida possa parecer, enquanto houver vida, haverá esperança."

 

The-Theory-Of-Everything1.jpg

 

Esta frase resume bem o conteúdo deste filme. Normalmente, usamos uma frase sonante para terminar um texto, uma ideia, mas desta vez o melhor fica para o início. 

 

É um filme de descobertas, de marcos históricos e de algum conteúdo científico, mas acima de tudo é um filme que nos mostra como a força do amor e a força da vontade podem ajudar a ultrapassar as situações mais difíceis. 

 

Baseada numa história real, sobre Stephen Hawking, um dos mais importantes astrofísicos de todos os tempos, que tem hoje 73 anos, o filme conta a história da sua vida desde o momento que conheceu o seu grande amor, Jane Wilde (papel interpretado pela atriz Felicity Jones, também nomeada para os Óscares da Academia) até aos dias de hoje.

 

É difícil não contar o filme, porque é uma história muito atual e bastante conhecida, mas ainda que uma pessoa leia sobre o assunto, ver a sua história e todos os momentos pelos quais passou, relacionados com o evoluir da sua doença, é desconcertante.

Uns meses após conhecer Jane é diagnosticado a Stephen uma doença esclerose lateral amiotrófica, uma doença incurável e degenerativa que leva à perda permanente de movimento muscular e a informação que recebe é que a sua esperança vida é de 2 anos. Jane não aceita a ideia e decide contrariar todas as expectativas. Contudo, decidem aproveitar cada momento, casam e têm logo cedo um filho.

 

Stephen cada vez mais debilitado não desiste de viver, dado que a sua capacidade cerebral funciona em pleno e continua a trabalhar na Universidade. Os anos passam e conseguem superar várias barreiras e têm mais dois filhos. O resto deixo para que vocês descubram sozinhos, porque o filme passa por vários momentos marcantes na vida de cada personagem.

 

Durante o filme derramei muitas lágrimas, dei muitas gargalhadas, revoltei-me e segurei-me ao braço da cadeira. É um filme de emoções e onde temos realmente muito para aprender e agradecer por todas as coisas boas que a vida nos dá e às quais devemos dar valor.

 

Num próximo post falo-vos da prestação deste ator, que para mim foi brilhante e ao qual entregava a estatueta dourada.

 

Um filme a não perder!

10527311_720000101407627_5368284494219639104_n.jpg

 

 

--------------------

 

“There should be no limits to human effort. However life seem bad, while there is life, there is hope."

This phrase sums up the content of this movie. Normally, we use a sounding phrase to finish a text, an idea, but this time the best comes to the top.

 

It is a movie of discoveries, landmarks and some scientific content, but above all is a film that shows us how the power of love and the strength of will can help to overcome the most difficult situations.

 

Based on a true story, about Stephen Hawking, one of the most important astrophysical of all time, who is now 73, the film tells the story of his life from the moment he met his great love, Jane Wilde (role played by actress Felicity Jones, also nominated for the Academy Awards) until the present day.

It's hard not to give spoils about the movie, because it is a very timely and a well-known story, but still, if a person read about it, or see his history and all the moments that he passed through, related to the evolution of their disease, is surprising.

A few months after meeting Jane, he was diagnosed with a lateral sclerosis amyotrophic disease, an incurable degenerative disease that causes loss of muscle movement and the information that he received was that their life expectancy it would be 2 years. Jane didn’t not accept the idea and decides to go against all expectations. However, they decided to enjoy every moment, married and had the first child.

 

Stephen increasingly weakened not give up living, as their brain power works in full, he continues to work at the University. Years pass and they can overcome various barriers and have two children. The rest I leave to you to discover alone, because the film goes through several important moments in the life of each character.

 

During the movie, I cry many tears, laugh a lot and I also get angry and frustrated. It is a movie of emotions and acknowledge that we have really a lot to learn and to be thankful for all the good things that life gives us and to which we must give value.

 

In the next post I speak to you of the role of this actor, which for me was brilliant and which should give him the golden statuette.

 

A movie not to be missed!

 

 facebook instagrambloglovin'

by Bel

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Aviso

WINE&LIPSTICK, Fashion, Beauty, Travel, Lifestyle, Wine, Lipstick A blog to consume without moderation Todas as imagens publicadas neste blog são pessoais ou foram encontradas via motor de busca. Em caso de violação de direitos de autor, serão retiradas mediante aviso via e-mail.



3 comentários

Sem imagem de perfil

maria joão a 05.02.2015

Também vi o filme há uns dias e concordo plenamente com o que disseste! Adorei o filme e a prestação do Eddie Redmayne!
Imagem de perfil

Wine&Lipstick a 05.02.2015



Obrigada! Sim o filmes é fabuloso e a prestação dele está fenomenal! =)
Gostei imenso!
Sem imagem de perfil

A Gata de Saltos Altos a 05.02.2015

Aiiiii estou ansiosa por ver! =))

http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/

Comentar post



foto do autor