Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Existe todo um rol de opções para um dia de semana sem trabalho, especialmente uma segunda-feira. A primeira ideia que me veio à cabeça foi ainda antes de começar o dia : não por o despertador e acordar quando o meu corpo quiser. 

 

Acordar e tomar um bom pequeno-almoço, bem descansado e tranquilo, enquanto leio uns blogs, atualizo-me nas redes sociais  e vejo as primeiras páginas dos jornais. 

 

Depois nada melhor do que retomar uma atividade que tinha largado à uns meses: voltar ao ginásio. Não podia estar mais contente. Desde que tenho ginásio em casa resolvi poupar umas mensalidades de ginásio e fazer exercício sozinha, mas passado todo este tempo sinto falta das aulas e da rotina de ginásio. Sei que vou ter de voltar a reorganizar o meu tempo para encaixar mais uma hora no meu dia, mas é por uma boa causa. 

 

A tarde, apesar deste sol, é reservada para fazer coisas que estava para fazer há já algum tempo, tais como, reorganizar as coisas aqui em casa e pendurar umas molduras na parede, para puder por algumas das minhas milhares de fotos, que para mim é o que dá mais vida a uma casa. 

 

Para acabar o dia em beleza, comprar umas coisinhas que me faltam aqui para casa, jantar e ir até ao casino de Lisboa onde vão atuar os Deolinda. A entrada é grátis, excepto para quem queira reservar lugar sentado com jantar, neste caso os preços são entre 15 e 18 euros. 

 

É bem verdade que o tempo corre, mas se o pensarmos bem e o organizarmos somos nós que O controlamos e não ele a nós! 

 

time turner.jpg

 

by Bel

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quando começamos a reparar que as pequenas coisas da vida são as que nos fazem feliz é porque talvez andamos a perder o nosso precioso tempo com grandes feitos que não nos deixam nem próximos da felicidade.

 

No outro dia entre conversas com colegas perguntei-lhes “ É só para mim que o tempo tem passado a correr ou vocês também têm sentido? É que eu sempre soube aproveitar bem o meu tempo!”.

 

Eu sei que não posso controlar o tempo, mas sempre consegui “controlar o meu tempo” à minha maneira, claro. Mas mesmo na minha maneira meio que desorganizada de organizar o meu tempo, sinto que sempre tive tempo para tudo, mesmo que uns dias dormisse mais que outros. Mas nem isso me cansava.

 

Hoje em dia o tempo tem passado a correr, provavelmente porque trabalho mais uma hora ou duas que o normal, ainda quero ir ao ginásio, fazer o jantar e aproveitar o meu sofá, ou combinar uns cafés, ir ao cinema, ao shopping ou ao supermercado. Mas também quero ter energia para brincar com os meus gatinhos e conseguir ter a casa minimamente organizada. E não consigo.  O que é que mudou? Não pode ser por mais uma hora ou duas? As horas estão mais curtas? Os segundos passam mais rápido?

 

Quando vejo que a vida me está a passar ao lado em certos coisas às quais dou realmente valor, ponho logo um travão. Como não posso por um travão nos ponteiros do relógio, ponho um travão nas coisas que me estão a consumir tempo em vão, porque o que preciso é tempo para viver.

large (68).jpg

“Times is  really the only capital that any human being has, and the only thing he can´t afford to lose”

Thomas Edison

by Bel

Autoria e outros dados (tags, etc)

Aviso

WINE&LIPSTICK, Fashion, Beauty, Travel, Lifestyle, Wine, Lipstick A blog to consume without moderation Todas as imagens publicadas neste blog são pessoais ou foram encontradas via motor de busca. Em caso de violação de direitos de autor, serão retiradas mediante aviso via e-mail.



foto do autor