Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sim, se ainda não foste ontem ao supermercado, acho mesmo que precisas de ir. Se foste, podes sempre repetir (esquecemos sempre alguma coisa, não é?).

 

Desta vez, o motivo não tem nada a ver com descontos, mas sim de algo muito mais importante: este fim de semana é a campanha do Banco Alimentar contra a Fome!

fidelidade-apoia-banco-alimentar.jpg

 

Não custa nada ajudar, é só juntar mais algumas coisas ao carrinho. Já juntamos ás vezes tantas coisas que não precisamos e que nem constavam da nossa lista de compras porque não adicionar ao carrinho alguma solidariedade?!

 

 

 

Vais querer que esta seja a receita na casa de muitas famílias carenciadas ou em muitas instituições?!

 

Lá está, como diz o slogan: Este Natal a receita é ajudar!

Vamos alimentar esta ideia?!

 

by Katbel

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ontem ficamos a conhecer o Prémio Nobel da Paz de 2014: Malala Yousafzai e Kailash Satyarthi!

 

peace_prize.jpg

 

Malala Yousafzai, paquistanesa, e Kailash Satyarthi, indiano, são ativistas pelos direitos das crianças e bateram personalidades como Edward Snowden, o Papa e Vladimir Putin.

 

Ao contrário do que sucedeu nos últimos dois anos, em que o Nobel foi atribuído a duas instituições (União Europeia e OPCW - Organisation for the Prohibition of Chemical Weapons), este ano um dos mais prestigiados galardões do mundo é atribuído a duas pessoas, que dão a cara (e a vida) por uma causa.

 

São premiados como Malala Yousafzai e Kailash Satyarthi que me deixam feliz, pois vejo que ainda existem no mundo pessoas capazes de lutar por causas justas e com força de vontade para mudar um mundo que tantas vezes consideramos perdido.

 

Confesso que fiquei ainda mais feliz pelo prémio ter sido atribuído a uma menina tão jovem: Malala, agora com 17 anos, cedo começou a alertar o mundo para o direito à educação, especialmente, para todas as meninas que vêm a sociedade onde vivem negar-lhes o acesso à escola e ao futuro.

 

Agradeço a todas as pessoas como Malala, que se levantam e fazem ouvir, por nos chamarem à realidade. Para nós a educação (pelo menos a básica) é algo garantido e pela qual não temos de lutar, nem enfrentar toda a sociedade. Malala teve e por se tornar tão audível ao mundo, tentaram silencia-la.

 

Admiro, por isso, não só a causa que defende, mas também a sua coragem e determinação. Era muito bom que todos tivéssemos um pouquinho da sua sabedoria, pois tenho a certeza que o mundo seria um lugar bem melhor!

 

“One child, one teacher, one book and one pen can change the world” 

by Kat

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Já tinha deixado o mundo de boca aberta quando na coleção passada, criou o supermercado Chanel, com prateleiras recheadas de produtos de marca, apresentando a sua coleção numa ida às compras, mas desta vez nada se compara com o show que Karl Lagerfield apresentou ontem em Paris.

 

Recriou um distrito – Chanel Boulevard, com ruas esburacadas, passadeiras, maravilhosos edifícios parisienses e desfilou uma manifestação pelos direitos das mulheres!!!

 

 

Modelos como Cara Delavingne, Kendall Jenner, Gisele Bündchen e Georgia May Jagger levantaram os seus cartazes com slogans como “Make Fashion Not War”, “History is Her story” e apelaram à campanha HeForShe (ver post sobre esta campanha aqui). 

 

 

 

As manifestantes fizeram-se ouvir e aliaram-se para chamar a atenção do mundo para os problemas graves de desigualdade de géneros, lutando pelos direitos de todas as mulheres!

Sem dúvida o melhor final de desfile de que há memória!

 

 

 
 

Antes desse grande final, as modelos foram descendo literalmente a rua, algumas conversando e rindo, mostrando uma coleção colorida que quase nos passava ao lado depois de ver as imagens da Revolução Chanel, não fosse ela tão espetacular:

 

 

 

Depois disto, resta dizer: “Who run the world? Girls”

by Kat

Autoria e outros dados (tags, etc)

Muito recentemente, a atriz britânica Emma Watson, enquanto embaixadora das Nações Unidas, abriu a campanha mundial intitulada “HeforShe” cujo principal objetivo é alertar os homens para a necessidade de defesa dos direitos das mulheres.

 

Antes de mais os parabéns a esta fantástica mulher, que para além de excelente atriz, dá a cara por causas nobres de forma simples e com uma elegância irrepreensível.

 

Este é um tema sensível e daria lugar a muitas palavras. Contudo, Emma Watson resume em poucos segundos uma ideia, que considero muito importante. É essencial entender a definição de feminismo, porque ainda existe muita gente que pensa que as feministas são mulheres que não gostam de homens, ou que defendem que a mulher tem de estar no topo e ser superior aos homens. Depois temos aqueles ignorantes que acham que todas as feministas são lésbicas, este ponto nem vale a pena comentar. E por fim, há os que pensam que as feministas querem ser homens, querem ter uma aparência masculina e não gostam de coisas de mulheres.

 

Pois bem, não é nada disso, feminismo é uma teoria de igualdade que defende que os homens e mulheres são iguais em direitos, oportunidades e liberdades. É uma teoria elaborada por mulheres conscientes das discriminações que sofrem, apenas por serem mulheres, e que decidiram tomar medidas para mudar essa realidade.

 

Feminismo não é o contrário de machismo, porque este movimento defende a superioridade masculina e as mulheres não querem a superioridade feminina, apenas igualdade.

 

É crucial que se acabem com as desigualdades profissionais, salariais e politicas. É vital que a violência física e psicológica dentro e fora de casa seja combatida, porque muitas têm perdido a vida e tantas mulheres sofrem em silêncio. Temos de acabar com os preconceitos que ainda existem na sociedade no que respeita às mulheres, porque este é um problema generalizado, que ocorre em todas as classes sociais e em vários países, inclusive nos mais desenvolvidos.

 

Tem de ficar claro que a mulher não é um bem, não é uma propriedade, não se adquire, conquista-se e a sua vida só a ela pertence e ninguém deve ter o poder de a tirar.

 

“A luta feminista é, acima de tudo, para que homens e mulheres vivam numa sociedade mais justa e em que todos sejam livres”. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Aviso

WINE&LIPSTICK, Fashion, Beauty, Travel, Lifestyle, Wine, Lipstick A blog to consume without moderation Todas as imagens publicadas neste blog são pessoais ou foram encontradas via motor de busca. Em caso de violação de direitos de autor, serão retiradas mediante aviso via e-mail.



foto do autor