Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Quando o tempo não está convidativo, o sofá parece sempre a melhor das opções. Um bom filme, umas pipocas, uns chocolates e uma mantinha. E, quem sabe para os mais atrevidos um copo de vinho para aquecer.

 

Mas a verdade é que é outono e o inverno está quase ai, por isso o que vai haver mais são fins de semana assim de frio e chuva e eu, apesar de gostar imenso do meu sofá, gosto de sair de casa para ir àquele sítio que tanto gosto, ou para descobrir um sítio novo ( quietinha no meu canto é que não costumo ficar muitas vezes).

 

Este fim-de-semana foi de descobertas e vou partilhar com vocês, porque quem sabe vocês também não conhecem e podem tirar ideias para a vossa próxima saída.

 

Na sexta-feira à noite fui jantar com uns amigos, que unanimemente queriam sushi. Eu sugeri um sítio novo. O primeiro sítio que se lembraram foi um sushi que abriu no Picoas Plaza, ainda não fui e continuei sem ir, porque estava cheio. Próximo… Sugestão seguinte, KOKO Restaurante no Parque das Nações. Apesar do nome não ser o mais apelativo foi uma ótima escolha. O espaço é muito giro, tem umas mesas muito originais em que as pessoas parecem que se têm de sentar no chão numa almofada, mas é só ilusão, porque a mesa é oca por baixo (bem só vendo). O atendimento muito cuidado, atencioso e simpático. E o mais importante, o sushi. O sushi é realmente bom e fresco. Optámos pelo rodizio. Um temaki, uma seleção de peças, incluindo sushi fusão e no fim umas peças mais doces (eu sinceramente não gostei, porque não gosto de sushi estilo sobremesa) e no fim a minha sobremesa preferida no japonês, gelado de sésamo. Fica aqui uma pequena foto para vos convencer a ir lá.

image2.JPG

 

Na manhã seguinte, acordar tarde (nem sempre acredito no lema “acordar cedo e cedo erguer…”) é a desculpa ideal para um brunch. O primeiro passo é que é mais complicado convenver o P. a despachar-se e eu vestir-me, se bem que desta vez até foi rápido, porque tinhamos alguma fome. 

IMG_7158.JPG

 

Já provei vários brunchs em Lisboa e realmente há sítios muito bons. Mas desta vez fui a um sítio (que para mim é novo) a Padaria do Bairro. Um sitio simples, em que primeiro ficamos com a sensação “hum não sei se vai correr bem” porque parece uma pastelaria pequenina, apesar de bastante acolhedora, mas depois ficámos claramente surpreendidos. Um dos brunchs mais completos que podem comer. Como podem ver na imagem, começa com um MEGA cesto de pão e croissants, com compotas geleias e manteiga e regado com um sumo natural. Logo de seguida um caldo verde quentinho e terminado o caldo verde, uma seleção de queijos, fiambres, salmão fumado, acompanhado de salada, ovos mexidos e cogumelos. Para finalizar um doce à escolha e uma bebida quente (café, cappuccino ou chá). Isto tudo por apenas 13,99€.

image1.JPG

 

Depois disto é preciso caminhar um bocadinho ou como os brasileiros dizem “bater perna no shopping”. E como se aproxima a época mais caótica do ano, é aproveitar os últimos fins de semana sem encontrões e empurrões. Mas não foi bem assim. A fila para o Colombo estava interminável, descontos em brinquedos, descontos na FNAC e sai tudo à rua. Como tinha de ir ao lado de lá da ponte, resolvi aproveitar para passear no Almada Forum, bastante mais desafogado, mas ainda assim com muita gente. Consegui fazer umas comprinhas e tirar ideias para o dia Natal que este ano sou eu que organizo.

image5 (2).JPG

 

(Zara Home)

 

Não se esqueçam sigam-nos no facebook Capture.PNG

  

 post e fotos by Bel

Autoria e outros dados (tags, etc)

Aviso

WINE&LIPSTICK, Fashion, Beauty, Travel, Lifestyle, Wine, Lipstick A blog to consume without moderation Todas as imagens publicadas neste blog são pessoais ou foram encontradas via motor de busca. Em caso de violação de direitos de autor, serão retiradas mediante aviso via e-mail.



1 comentário

Imagem de perfil

Ana a 17.11.2014

Já há imenso tempo que ando para ir à Padaria do Bairro mas ainda não calhou.

Comentar post



foto do autor