Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Nem tudo são rosas e mudar de país tem claramente alguns espinhos, nomeadamente a parte mais burocrática da coisa. 

 

Para se poder trabalhar em Espanha são necessárias várias diligências, umas antes de se assinar o contrato e outras só possíveis após a assinatura do contrato de trabalho. 

 

O primeiro passo é “dar alta” na segurança social como eles dizem, que só é possível com uma declaração da empresa. Este passo fiz, umas semanas antes de começar a trabalhar. Vim a Madrid procurar casa e aproveitei para tratar logo da questão. 

 

E até começar a trabalhar foi isto que pude adiantar. Entretanto, fiz “uma reserva” nos serviços de “extranjería” com quase um mês de antecedência e esta segunda-feira finalmente chegou o dia de ir fazer o meu NIE (Número de identificação de estrangeiro). Este número é basicamente o meu cartão de cidadão cá da zona e sem ele não posso fazer simples coisas como abrir uma conta. Que foi exatamente o que fui fazer a seguir. 

 

Portanto, depois de passar uma manhã inteira a correr a cidade de um lado ao outro e de ter lido quase um livro durante os demorados trajetos de metro, comecei finalmente a trabalhar perto das 13h. 

 

Parece bom não trabalhar umas horas, mas pelas corridas não acho que valha a pena. O aspecto positivo de tudo isto é que agora já estou legal.

 

missao comprida.tiff

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Aviso

WINE&LIPSTICK, Fashion, Beauty, Travel, Lifestyle, Wine, Lipstick A blog to consume without moderation Todas as imagens publicadas neste blog são pessoais ou foram encontradas via motor de busca. Em caso de violação de direitos de autor, serão retiradas mediante aviso via e-mail.



1 comentário

Imagem de perfil

De Sandra a 26.05.2015 às 10:00

Boa sorte :)

Comentar post



foto do autor




Follow

Anúncios