Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Há diversos estudos sobre o vinho, os seus benefícios, as calorias que contém, se engorda ou se emagrece, uns dizem que o vinho emagrece, outros dizem que os seus açúcares engordam e há aqueles que falam dos antioxidantes naturais do vinho que fazem maravilhas pela nossa saúde. Porém, a verdade é que com tanto estudo, não sabemos em que acreditar. Mas algumas das conclusões que existem gosto de pensar que são verdade.

IMG_5892.png

 

Por exemplo, …

…Embora o vinho tinto possa não ter um grande papel na perda de peso, ele pode ter vários outros efeitos benéficos ao organismo. Uma ou duas taças de vinho tinto por dia podem ajudar a aumentar o colesterol bom.

 

Vinho tinto também está cheio de flavonoides e resveratrol, dois antioxidantes que previnem a formação de placas nas artérias.

 

O piceatanol, uma substância presente no vinho tinto é capaz de atrasar o envelhecimento das células de gordura, ou seja, impede que elas se desenvolvam, o que leva logicamente a uma ajuda na perda de peso.

 

Se tiverem de contar as calorias no vinho, os vinhos com as menores quantidades são aqueles que contêm pouco álcool e pouco açúcar. Isso comumente traduz-se num vinho branco seco. Mas, no vinho tinto as calorias também podem ser baixas –basta ver o rótulo da garrafa para ver a graduação de álcool. Quanto menor o número, menos calorias.

 

Para se beneficiar das vantagens do vinho tinto, deve beber-se apenas a quantidade recomendada por dia. Enquanto homens podem beber duas taças por dia, as mulheres podem beber apenas uma.

 

ww2.gif

 

by Bel

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dado que esta é uma semana especial para mim, o vinho de que vos venho falar, não poderia ser menos do que especial. É um dos meus vinhos preferidos, foi o vinho que bebi quando conheci o P., é o vinho que costumamos beber em ocasiões especiais e é sem dúvida um vinho que merece um post só para ele. 

 

Hoje vou vos falar do Esporão 4 Castas 2012 que foi o último que bebi (não vos falo do 2009, que foi o primeiro que bebi, porque sinceramente, nem sei se ainda existe à venda). 

 

Qual a minha opinião?

Falando assim só como quem tem o prazer de o beber mesmo... A cor é divinal. Cheira tão bem, que se não agrada a todos, com certeza que deve agradar à maioria. Quando as minhas papilas gustativas o sentem é uma harmonia total na minha boca, o vinho parece quase cremoso e dá-nos uma sensação de um calor confortável. É sem dúvida uma boa aposta para por à mesa, quer num jantar a dois, quer em dias de festa, porque apesar de tudo é um vinho acessível tendo em conta a sua qualidade. O preço por garrafa é de aproximadamente 10 euros. 

ESPORÃO-4-CASTAS.jpg

(para saberes mais sobre o vinho carrega na imagem e vê a minha fonte) 

 

Ano de Colheita:

Ano de pouca chuva, de Primavera e Verão frescos, 2012 proporcionou condições favoráveis para os nossos vinhos tintos, com produções baixas mas de alta qualidade, resultando numa boa concentração das uvas e vinhos intensos e equilibrados.

Castas:Touriga Franca, Tinta Míuda, Cabernet Sauvignon,Alicante Bouschet.

Álcool / Volume: 14,5%

Cor: Aspecto límpido, cor viva e concentrada.

Aroma: Predominam os frutos vermelhos da Touriga Franca e as especiarias da Tinta Míuda

Palato: O Cabernet Sauvignon atribuiu estrutura e elegância, e o Alicante Bouschet concedeu intensidade e equilíbrio. 

Data ideal de consumo:

2014 – 2018

 

Que vos traga momentos especiais.

by Bel 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Na semana passada não vos falei de um vinho, mas sim de algumas atividades onde podem desfrutar de toda a essência do vinho. Hoje, vou dar-vos uma sugestão de 2 vinhos que conheci a semana passada. 

 

L'AND

 

img_60.jpg

 

O que sabemos?

Confesso que durante a prova que fiz não gostei muito deste vinho, mas a verdade é que um vinho tinto amadeirado como este exige um petisco para degustar simultaneamente e acreditem que quando combinado com um bom queijinho fica fantástico. Portanto, o que posso dizer é que sem nada a acompanhar pode ser algo difícil de beber, pelo menos para mim, mas quando bem combinado é uma boa delícia.

 O que sabem os especialistas na matéria?

Nos vinhos L’AND só são usadas castas nacionais, sendo a produção de uva reduzida substancialmente por forma a concentrar o vinho e aumentar a sua qualidade. Sob o olhar atento de Paulo Laureano procura-se também que a uva tenha uma produção natural, só usando adubos orgânicos e evitando o uso de químicos de síntese. Cada colheita é feita à mão em caixas de pequena quantidade com rigorosa seleção de uvas.  

Região: Alentejo

Aroma e Sabor: Uma rigorosa seleção de uvas, com uma vinificação muito cuidada e uma maturação em barricas de carvalho francês produziram um vinho de cor granada, aromas de frutas negras, mentas, especiarias e tosta, num conjunto estruturado, longo e de enorme elegância. 

Castas: Touriga Nacional, Alicante Bouschet e Touriga Franca 

Grau:-

Preço:16,95€

 

Quinta de Cidrô Sauvignon Blanc 2013

Quinta de Cidro Sauvignon Blanc_SA-500x500.jpg

 

O que sabemos?

Eu sei que fiquei rendida a este vinho. Mal o cheirei fiquei inebriada com os aromas e depois quando o provei, mesmo sem qualquer alimento a acompanhar, foi uma "festa" na minha boca. Experimentei-o com salmão, com queijos, com enchidos e acreditem que ia bem com tudo. Definitivamente entrou no meu top de vinhos. O único inconivente que possa apontar é o facto de apenas se vender em garrafeiras. 

 O que sabem os especialistas na matéria?

Embora de uma casta internacional, mostra que é um vinho do Douro, com o calor e a potência da região. O ataque na boca é rico, muito embora acabe muito suave e fresco; é longo, mas ao mesmo tempo subtil. É uma excelente opção para dias quentes. Extremamente versátil, funciona bem tanto como aperitivo como a acompanhar qualquer prato de peixe, marisco, carnes brancas, pastas ou saladas

Região: Douro

Aroma e Sabor: é um branco bastante intenso, que mistura aromas florais e frutados – estes últimos com um lado tropical –, características que o tornam tão sedutor.

Castas: Sauvignon Blanc

Grau:13º

Preço:9,90€

 

Bom resto de fim de semana.

Bons brindes. 

Fonte de informação: carrega nas imagens das garrafas.

by Bel

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esta semana a nossa rubrica do vinho será um pouco diferente, não é apenas para falar de uma garrafa de vinho, mas sim de um sítio onde podem desfrutar de toda a essência do vinho, nas mais diversas formas. 

 

Este fim de semana fui até ao Alentejo fazer a "rota dos vinhos do Alentejo", mas sabendo que a escolha é muita, após alguma pesquisa resolvi ir até Montemor-o-Novo à Herdade das Valadas, mais precisamente ao L’AND Vineyards.  

 

Porque escolhi este sítio? Porque aqui podem desfrutar de um fim de semana especial, relaxado e com atividades para todos os gostos. Podem desfrutar apenas das instalações, os quartos são fantásticos, da piscina tranquila no meio do resort, nos dias solarengos. Para os que gostam de desfrutar de tratamento de spa, o resort dispõe de um SPA vinothérapie da Caudalie (que por sinal são produtos que gosto bastante). Os tratamentos, rituais e curas da Caudalie baseados na vinha e uva são valorizados pelas suas propriedades anti-oxidantes e pelos efeitos na beleza, bem-estar e vitalidade.

 

Para os amantes e apreciadores do vinho existe um conjunto de atividades que podem desfrutar a dois ou num grupo de amigos, como provas (com preços variados), visitas à vinha e cursos de iniciação à prova vínica e ligações Enogastronómicas. Aliado ao vinho existem também menus degustação para puderem desfrutar de toda a qualidade dos produtos alentejanos.

 

Como queria aproveitar ao máximo este fim de semana, tentei fazer um bocadinho de tudo. Mas o que gostei mais foi sem dúvida o curso vínico. Acreditem que vale mesmo a pena e que mesmo gostando tanto de desfrutar de um bom vinho há muita coisa que ainda não sei e que ontem me surpreendeu realmente. Com apenas algumas horas na companhia de verdadeiros conhecedores ficamos prontos para numa próxima escolha de vinho sabermos qual a escolha a fazer para combinar com a nossa refeição.

 

Ao longo da conversa com a enóloga fomos falando de alguns mitos e curiosidades acerca do vinho, uns deles já tinha conhecimento e outros fiquei a saber.

- A carne não vai bem só com vinho tinto, nem o peixe combina apenas com vinho branco.

- A melhor combinação com o sushi é o vinho rosé.

- Muitos pensam que se mistura a uva com outras frutas para dar diferentes aromas ao vinho. Mas aroma do vinho não provém de variadas frutas , é algo bastante complexo que está relacionado com o nosso estímulo olfativo ou sápido e com moléculas que entram em intimo contacto com outras moléculas, presentes nos nossos recetores gustativos, nas papilas linguais ou na placa olfatória. Resumindo e baralhando, quando dizemos que um vinho tem o aroma a maçã verde é porque quando o cheiramos e saboreamos, o nosso cérebro associa o sabor acido a algo que já conhecemos como as maçãs verdes. Eu sei que parece complexo, mas se explorarem um bocadinho um tema é realmente fascinante.

- Para quem gostar muito de queijo como eu, o ideal são vinhos brancos amadeirados ou vinhos tintos jovens.

- O sabor do vinho não se deve sobrepor ao sabor do alimento e vice-versa. O ideal é os sabores complementarem-se.

 

Num próximo post falo-vos de dois vinhos que conheci neste fim de semana, que claramente vou ter de repetir. Entretanto, deixo-vos algumas fotos, quem sabe não se entusiasmam e vão lá passar um fim de semana ou apenas uma tarde diferente.   

 

 

 

 

 

 

 

 

 



 

 

 

IMG_5826.JPG

 

IMG_5818.JPG

 

IMG_5871.JPG

 

 

 

 by Bel

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vinho do mês

30.09.14

Nada melhor do que publicar a rubrica semanal dos vinhos, para fazermos um brinde às nossas 5000 visitas, neste nosso primeiro mês. Desejamos que seja o primeiro de muitos.

 

Para este brinde tão especial vamos sugerir um vinho de que gostamos imenso e que é acessível a todos, para além de ser de uma região que nos é tão querida, o Douro.

 

Esteva

 

 

O que sabemos?

Este é aquele vinho que temos sempre em casa. É bom para receber visitas, é bom para beber num jantar tranquilo a dois, é bom para beber sozinha a ver um bom filme. Conclusão: é simples, não tem truques e, digo eu que sou pouco entendida na matéria, vai bem com tudo, pelo menos para mim.

 

O que sabem os especialistas na matéria?

Sendo um vinho muito versátil, o Esteva tinto é ideal para acompanhar todo o tipo de aves, carnes variadas, queijos e alguns peixes (bem me parecia).

 

Região: Douro

Aroma: O seu aroma é dominado pelos frutos vermelhos vivos (morango e cereja), balsâmico (cedro e caixa de tabaco), com nuances de bombom de chocolate e uma componente floral a esteva. A sua complexidade deve-se tanto a seleção cuidada de lotes com as castas recomendadas da Região do Douro, como à evolução na garrafa.

Sabor: Possui um bom equilíbrio resultante da suavidade da Tinta Barroca, do corpo e persistência da Touriga Franca e da elegância e taninos da Tinta Roriz.

Castas: Tinta Roriz, Touriga Franca e Tinta Barroca

Grau: 13 º

Preço:3,95€

 

Quase que aposto que conhecem este vinho. Se por algum acaso nunca provaram, ou acham que não gostam de vinho tinto, provem, é mesmo bom!

 

“Wine is sunlight held together by water” – Galileo Gallilei 

 

by Bel

Autoria e outros dados (tags, etc)

Aviso

WINE&LIPSTICK, Fashion, Beauty, Travel, Lifestyle, Wine, Lipstick A blog to consume without moderation Todas as imagens publicadas neste blog são pessoais ou foram encontradas via motor de busca. Em caso de violação de direitos de autor, serão retiradas mediante aviso via e-mail.



foto do autor